terça-feira, 6 de agosto de 2013

CADA TIRO, CADA MELRO

A linguagem popular tem um conjunto de expressões que muitas vezes nos ajudam a retratar o quotidiano. No fundo também é esse o seu papel.
A propósito desta enorme trapalhada dos "SWAPS", lembro-me do enunciado "cada tiro, cada melro" passe a linguagem bélica.
Na verdade, cada vez que se ouve algo ou alguém sobre esta matéria acrescenta-se um nó à confusão, seja por questões relativas aos impactos financeiros desastrosos para as contas públicas das operações envolvidas, seja pela envolvimento e responsabilidades de quem esteve ligado ao processo.
Decididamente, este universo, a gestão e administração de empresas públicas e a promiscuidade  e o tráfego entre estruturas públicas e privadas alimentado pela partidocracia como ferramenta de gestão de interesses é um lugar mal frequentado, é um caso de polícia.
E não acontece nada.
Nada de novo, portanto.

2 comentários:

não sei quem sou... disse...

Na política (em portugal) a honestidade é uma desvantagem para quem faz carreira Pública.
Seria como pinto preto em casal de cisnes brancos. E francamente não sei de nenhum político português que seja pinto preto a não ser de cérebro e que me perdoem os frangotes.


VIVA!

Anónimo disse...

No dia 24 Maio de 2013 o Sr. Ministro da Educação, Prof. Nuno Crato, inaugurou as instalações da Escola Superior de Desporto de Rio Maior, do Instituto Politécnico de Santarém, que ministra Doutoramentos.
Não podia, mas passou a poder ministrar Doutoramentos em parceria com Universidades. Nos idos de 2005, em que as instalações ora inauguradas estavam orçadas em cerca de 6,4 milhões de euros, o Doutoramento em Metodologia de Investigação no Desporto e no Exercício, em pareceria com a Universidade de Leida. Agora, quando têm manifesta dificuldade em explicitar o custo da obra, o Doutoramento em Ciências do Desporto, em parceria com a Universidade da Madeira.
De estarrecer um penhasco o custo de 13,5 milhões de euros da obra, anunciado na sua inauguração. Quando, no ano de 2011, aquando da posse da Directora desta Escola, sua Subdirectora desde 2006, esta obra já ascendia a 18 milhões de euros…
Enfim, é a FOLGOZA.

http://www.oribatejo.pt/15-anos-depois-a-escola-de-desporto-de-rio-maior-chegou-a-casa-videos/
http://www.tintafresca.net/News/newsdetail.aspx?news=6382e7ef-a6b4-40e8-90fb-2d05e4de0a32
http://www.youtube.com/watch?v=_epZTM5R1Io

http://www.publico.pt/educacao/noticia/rio-maior-concurso-para-construir-escola-superior-de-desporto-vai-ser-lancado-1218539
http://www.oribatejo.pt/esdrm-com-doutoramento-em-ciencias-do-desporto/
http://www.esdrm.pt/Ensino/Doutoramento/CD/Index.html

http://www.youtube.com/watch?v=_epZTM5R1Io
http://noticiasdoribatejo.blogs.sapo.pt/1250528.html
http://semanal.omirante.pt/noticia.asp?idEdicao=587&id=75308&idSeccao=8151&Action=noticia

Nos Ciclos de Estudos Autorizados, constantes do site da DGES, não só não consta o Doutoramento em Ciências do Desporto da Escola Superior de Desporto de Rio Maior, do Instituto Politécnico de Santarém, em parceria com a Universidade da Madeira - anunciado no site desta Escola, em página actualizada em 30.1.2013 - como também não consta nenhum Doutoramento em parceria com Politécnicos. Apenas constando: - Doutoramentos em parcerias entre Universidades.
Acresce que o próprio Doutoramento em Ciências de Desporto, de Universidade da Madeira, mencionado no n.º 67 dessa listagem da DGES, porque não acreditado devia ter sido descontinuado…