segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

ATÉ JÁ

Por uma estranha e irónica coincidência volto a falar de saúde, agora num registo pessoal. Como já vos tenho dito, uma das coisas que muitas vezes ouvia ao meu pai, homem de bem, era a necessidade de mantermos sempre a coluna, ele chamava-lhe a "espinha", direita, em todas as circunstâncias. Era a sua designação para seriedade, sentido ético e de responsabilidade perante o outro.
Eu acho que ele não terá falhado no ensino, terei eu falhado na aprendizagem.
Quer isto dizer que a minha coluna, a "espinha", não anda bem. Aliás, tem andado mesmo bastante mal, retirando-me praticamente a mobilidade, já não faço o meu jogging há um mês, passos poucos e os indispensáveis além de que tem sido um processo razoavelmente doloroso.
Assim sendo, é para isso que servem as pesssoas que estudam e cuidam das pessoas, daqui a uns minutos vou para uma viagem de que desejo um final feliz e uma duração breve, a intervenção cirúrgica que me devolverá, espero, a coluna, a "espinha", que o meu pai me ensinou que deveríamos ter, mas agora direita e, de novo, também a funcionar.
Assim sendo, talvez não consiga passar por aqui por algum tempo, curto se possível, porque me divirto neste espaço pelo que ... até já.
Divirtam-se.

8 comentários:

Fatyly disse...

Que tudo corra pelo melhor e acredito que virás completamente renovado com o ideal do teu pai.
Força e acredita!

Um abraço

oliveira disse...

Caro amigo

Eu sei que o meu ex-companheiro de corrida é um lutador e que o seu adversário coluna vai sofrer uma derrota estrondosa.A minha "espinha já a alguns anos atrás atingiu os limites.
Na pior das hipóteses cá o espero no meu grupo de caminhantes.


BOA SAÚDE!

Kátia Miranda disse...

Boa tarde professor!!!
Espero que toda corra bem!
As suas melhoras e ate já!

Anónimo disse...

Que corra tudo pelo melhor. Até já!
maria

Nair disse...

não fiques com a espinha atravessada!! vá lá, fica bom depressa! grande abraço.

Ana disse...

Desejo que lhe corra tudo muito bem, que recupere depressa e que regresse logo à escrita, pois as suas reflexões enriquecem-nos.
Até breve!

Géraldine disse...

Rápidas melhoras.

Anónimo disse...

As melhoras e um até breve.Gosto das suas crónicas, aqui neste blog.