sexta-feira, 17 de outubro de 2014

FELIZMENTE HÁ NORMALIDADE

"Pais em vigília no Ministério da Educação"

"Director escolar demite-se devido a instabilidade na colocação de professores"

"Pelas contas de Nuno Crato, corte real na Educação é de cerca de 200 milhões"

"Secretário de Estado demite-se por “imperativos de consciência” após notícia do PÚBLICO sobre plágio"

A lida profissional fez-me chegar tarde tarde a casa e sem informação actualizada. Uma vista de olhos pela imprensa online e fico a saber que os pais protestam pelo caos no arranque do ano lectivo, um director escolar bate com a porta porque não consegue gerir a instabilidade gerada pela incompetência do MEC, o Matemático Nuno Crato tenta torcer os números para sustentar que um corte orçamental de 700 milhões é em termos "reais" 200 milhões e um Secretário de Estado do MEC demite-se por motivos pessoais, isto é, cedeu à tentação do "copy, paste" e plagiou trabalhos académicos.
Não há nada como a normalidade em que felizmente vivem as nossas escolas.

3 comentários:

Anónimo disse...

Pessoas há que são naturalmente simpáticas, e o Prof. Nuno Crato enquadra-se neste perfil.

Admito até que seja agradável com ele conviver socialmente.

Dúvida não tenho na sua classificação, mesmo enquanto membro do governo, como um pedagogo simpático, pela forma com aduz a sua argumentação.

Recentemente teve o seu momento ao explicar que os professores colocados nas escolas por erro do ministério se mantinham.

Para depois, perante a comoção do país ao saber que estes docentes estavam a ser postos na rua, um a um, à chegada ao local de trabalho, no parlamento, melhor explicar que os docentes se mantinham até deixarem de se manter.

Porquanto, anteriormente não tinha dito manter - se - ão.

Ainda mais recentemente, foi com o brilhantismo habitual que explicou que o corte real no Orçamento de Estado para o próximo ano, num sector da educação, não era de 700 milhões mas de 200 milhões, bem como, que não ia haver despedimento de professores.

Zé Morgado disse...

Além de simpático é um génio.

Anónimo disse...

http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=4188304

Como assim ?

Quiçá, seja eu que sou estúpido!

Mas o que eu constato, online, é um documento, do ora Secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário, que até bibliogafia contém, mas em que não consta sequer obra alguma do aludido Prof. Reis Monteiro.

http://www.jornadasconvivenciamurcia.com/ponencias/grancho_joao-dimension_moral.pdf