sábado, 28 de março de 2015

DA MANHOSICE E DO DESPUDOR

"Ministra manipulou dados sobre pedofilia



Taxa de reincidência em Portugal é de 18%, e não de 80, como diz Paula Teixeira da Cruz para justificar lista de abusadores. Números dos serviços prisionais desmentem ministra."
A Ministra da Justiça está a oferecer um patético exemplo de manhocie política, manipulando dados de forma despudorada para justificar a controversa proposta de criar com acesso público uma lista de condenados por pedofilia, ainda que com restrições, coisa impossível de assegurar em Portugal como é sabido.
Cada nova intervenção justificativa da Ministra Paula Teixeira da Cruz obedece ao tão conhecido modelo "cada cavadela, cada minhoca", varia entre a ignorância, demagogia, populismo e a habilidade política manhosa.
Podia apresentar a proposta, tentar defendê-la da melhor forma possível, seria razoável. Torcer os números para que digam o que lhe convém, apesar de estarmos habituados, não é sério.

6 comentários:

Til disse...

os portugueses (alguns) são especialistas em manipular:(

Zé Morgado disse...

Uns mais que outros, evidentemente.

não sei quem sou... disse...

Esta manipulação não me incomoda absolutamente nada. Incomoda-me o princípio , apenas...As crianças têm que ser defendidas seja de que forma for.

Prefiro enfrentar um problema de injustiça do que mais caso de violação de menores.


VIVA!

Zé Morgado disse...

A questão não é de todo essa. É preciso, evidentemente, defender as crianças evidentemente, até dos anónimos que se escondem atrás de identidades que as enganam. Recordo apenas que a maioria dos abusos sobre crianças e isto é um dado não é uma manipulação de dados são cometidos por familiares ou próximos das crianças e não por desconhecidos que estão numa qualquer lista. o Resto é demagogia e populismo para disfarçar outros problemas. A ministra , tal como outros são especialistas em atirar granadas de fumo com matérias que já sabem que são sensíveis. A Ministra e o Governo estão-se nas tintas para os menores, caso contrário não tiravam técnicos das Comissões de Protecção de Crianças e Jovens, não tinham miúdos que chegam com fome à escola e são as principais vítimas da austeridade como também os estudos mostram. Mas o seu comentário mostra que a Ministra sabe o que está fazer, para nosso mal, embora você fique contente (ela também pois é isso que pretende) com uma coisa que não leva a nada e não tem impacto.
Dá para entender?

não sei quem sou... disse...

Eu sei que o senhor professor tem alguns anti-corpos em relação ao "não sei quem sou", daí o seu "dá para entender". Eu sou burro apenas qb.

Detecto perfeitamente a intenção da ministra, mas prefiro ter mais alguma informação (pouca que seja) sobre molestadores de crianças que possam residir na minha zona de conformo (como se diz agora) do que não saber nada e olhar para qualquer pessoa que se aproxime de um neto meu como um potencial pedófilo.

Já um deus qualquer que eu não conheço, dizia: Eu escrevo direito por linhas tortas.

O resto do seu texto merece o meu incondicional acordo.


VIVA!




Zé Morgado disse...

1 - Nenhum anti-corpo contra quem sabe quem é, antes pelo contrário, como sabe simpatizo consigo :)
2 - Apenas comentei que a medida da Ministra não resolve nada, é demagógica, populista por isso atrai alguns apoios.
3 - Quem tem que conhecer a lista são as autoridades.
4 - Insisto que família, próximos e vizinhos são os principais abusadores pelo que, em princípio não estão na "lista".
5 - Mande sempre